Marcas

Me falta um marca-página,

pra não esquecer aonde paramos,

não regressar por onde já passamos,

repetir os velhos erros ou de avançar os sinais,

pular as etapas que precisamos viver.

A nossa história possui tamanhos diferentes.

Tenho medo de estar quase no final do livro.

Ou pior, está bem atrás de você na leitura de uma vida.

Vesti-me como um operário hoje.

Revestido de Jeans.

Saído direto de uma distopia de Orwell.

Paquerei pela calçada aquela padaria requintada.

Senti vontade de tomar café ali, mas não havia tempo.

Estava atrasado recordando,

daquelas noites que era para fazermos amor, mas não fizemos.

Eu leio, releio, esqueço a página.

A ideia de que um marca página nos ajudaria,

não sai da minha cabeça.

Uma placa de vende-se numa linda casinha piscou pra mim,

e lá estava eu pensando na gente de novo!

Lendo um livro que fala sobre o amor,

Mas já não lembro de onde parei,

Me falta mesmo um marca-página.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s